Pular para o conteúdo principal

Entrevista com o autor nacional, Elicio Santos



Hoje o blog recebe o autor nacional, Elicio Santos. Ele conta um pouco de como começou seu amor pela escrita e o que quer trazer à sociedade com suas obras! Vamos acompanhar:




Elicio, você começou a ter contato com a escrita na sua adolescência, houve algo que lhe motivou a começar?

Sim. Eu comecei a escrever após ler poemas de Carlos Drummond de Andrade, amei o poema José e a estética do movimento concretista.


Você é um grande apaixonado por poesias e contos, quais temas você aborda em suas obras?

Existenciais. Temas sobre o amor e os relacionamentos humanos me atraem, pois são atemporais e universais.


Como foi obter um espaço na terceira colocação do Concurso Literário Academia de Letras de São João da Boa Vista e ser vencedor na categoria contos e destaque nacional em poesia no Concurso Internacional promovido pela ALPAS 21 (Academia de Letras Pesquisa e Artes do Século 21)? Pode nos contar um pouquinho como foi receber esses prêmios?

A recepção de prêmio literários traz um “novo fôlego” ao escritor. Significa que o seu  trabalho árduo e solitário não tem sido inútil. Foi muito bom receber os prêmios referidos, pois me deram forças para continuar escrevendo, embora ainda não me sinta um escritor reconhecido, no sentido mercadológico do termo.


Neste ano você pretende lançar mais de suas obras? Se sim, conte um pouquinho sobre seus novos projetos!

Pretendo concluir um livro que será composto por um conto de cinquenta páginas. Também desejo terminar um romance que comecei a escrever há quase dois anos.


A poesia e os contos nos trazem grandes escritores como referência, você tomou base de algum escritor (a) para lhe guiar nestes gêneros?

Na poesia eu me inspiro em Drummond, Ferreira Gullar, Paulo Leminski. Gosto também de Arnaldo Antunes e Khalil Gibran, um poeta libanês. Nos contos eu me revezo entre Machado de Assis, Clarice Lispector, Dalton Trevisan e o russo Tchekhov.


A obra “O Porquê Das Coisas” traz assuntos diversificados e cotidianos, fazendo com que o leitor se identifique bastante. Você possui alguma técnica em sua escrita para contar os detalhes do dia-a-dia?

Eu mesclo poesia com prosa e elementos filosóficos, mas sempre de um modo que torne a leitura acessível, mesmo às pessoas que não têm elevada instrução.


Por fim, conte um pouco sobre o projeto em que faz parte, o Leia Livros que divulga autores nacionais gratuitamente!

O Leia Livros é um projeto voltado à publicação e divulgação de autores nacionais. Publica gratuitamente os livros dos escritores interessados, tanto no formato e-book quanto impresso. O site é esse: https://goo.gl/1jmlAa
Os interessados devem entrar em contato com Nell Morato: https://goo.gl/kcKtL5
Ela é uma das idealizadoras do projeto.



LIVROS






O Porquê das Coisas Poesia em prosa/Crônicas






Comecei a escrever na adolescência, a princípio somente poesia. Retornei com toda a força à seara literária em 2011. Fiz duas oficinas literárias e hoje sou estudante de Direito (curso o décimo semestre). Remeto colaborações periódicas às revistas Capítulo Um, Litere-se e Avessa. Sou completamente apaixonado pelo poder das letras. Tenho quatro livros publicados. Vozes Poéticas; Contos Urbanos, O Porquê das Coisas (prosa poética) e Revolução Singela (poesia). Integro o projeto Leia livros que publica e divulga autores nacionais gratuitamente.



REDES SOCIAIS

FACEBOOK:




Paula M. C. Basílio
blogueira e autora

Conheça no:






Livro físico - comente abaixo








Comentários

Postagens mais vistas

Resenha: The Roman - Sylvain Reynard

LANÇAMENTO: 06/12/2016
TÍTULO: THE ROMAN
GÊNERO: FICÇÃO, THRILLER, ROMANCE
AUTOR: SYLVAIN REYNARD
NÚMERO DE PÁGINAS: 300
EDITORA: EVERAFTER ROMANCE
IDIOMA: INGLÊS



SINOPSE
Raven e sua irmã, Cara, estão à mercê de um pequeno destacamento de vampiros florentinos, que estão entregando-as como uma oferta de paz para a temida Curia em Roma. Embora não tenha certeza de que William sobreviveu ao golpe que derrubou seu principado, Raven está determinada a proteger sua irmã a qualquer custo, mesmo que isso signifique desafiar Borek, o comandante do destacamento. Em um esforço para impedir que Raven caia nas mãos de seus inimigos, William se põe à mercê do romano, o perigoso e misterioso rei vampiro da Itália. Mas o romano não é o que ele espera ... Alianças e inimizades mudarão e se fundirão quando William luta para salvar a mulher que ama e seu principado, sem mergulhar a população de vampiros numa guerra mundial. Esta conclusão impressionante para a série florentina terá leitores em toda a Itália e além …

Review: The Roman - Sylvain Reynard

RELEASE DATE: DECEMBER 6TH
TITLE: THE ROMAN
GENRE: FICTION, ROMANCE, THRILLER
AUTHOR: SYLVAIN REYNARD
PAPERBACK: 300 PAGES
PUBLISHER: EVERAFTER ROMANCE
LANGUAGE: ENGLISH




SYNOPSIS
Raven and her sister, Cara, are at the mercy of a small detachment of Florentine vampyres, who are delivering them as a peace offering to the feared Curia in Rome.
Though she’s unsure William survived the coup that toppled his principality, Raven is determined to protect her sister at all costs, even if it means challenging Borek, the commander of the detachment.
In an effort to keep Raven from falling into the hands of his enemies, William puts himself at the mercy of the Roman, the dangerous and mysterious vampyre king of Italy. But the Roman is not what he expects …
Alliances and enmities will shift and merge as William struggles to save the woman he loves and his principality, without plunging the vampyre population into a world war. This stunning conclusion to the Florentine series will take readers across Italy and…

Entrevista com o fenômeno literário, J. A. Redmerski

Hoje o blog recebe uma das autoras mais vendidas ao redor do mundo, ocupando o primeiro lugar na lista dos jornais The New York Times, USA Today e Wall Street Journal. Suas obras já foram traduzidas para mais 20 idiomas! Aqui ela bate um papo comigo sobre algumas novidades para os fãs, inspirações para a sua escrita e muito mais!



Seus trabalhos têm sido traduzido em mais de vinte idiomas. Wow, isso é definitivamente grande! Você já imaginou chegar onde está agora?
Eu sempre sonhei isso, mas eu realmente nunca imaginei o sucesso – é algo surpreendente e arrebatador!

Por que você começou a escrever? Você teve alguma inspiração por alguns autores e seus trabalhos?
Eu comecei a escrever aos 13 – romances, enfim; mas antes disso eu sempre estive escrevendo algo. Eu fui inspirada principalmente por autores como Anne Rice e Neil Gaiman, dois de meus autores preferidos.

Você tem planos para traduzir seus outros livros para o português aqui no Brasil?
Eu adoraria ter todos os meus livros traduzidos,…