Pular para o conteúdo principal

Entrevista com Aline Sant'ana



Aline é uma leitora assídua, apaixonada pelos romances que lê e personagens que cria. Acredita que através dos livros pode viajar e adora isso. Formada em Administração pela Universidade Católica de Pelotas, pressupõe que exatas é a sua área — realmente é — a não ser um lado do seu coração que sempre a levou para a literatura.

Mora com sua avó, seu namorado apaixonado por games e Zelda, sua cachorrinha da raça Lhasa Apso. À distância, recebe apoio e amor incondicional da sua mãe, irmã e pai, além de suas melhores amigas que nunca a deixaram desistir do seu sonho de publicar um de seus romances.
Nas horas vagas, quando não está escrevendo, gosta de assistir séries, filmes e conversar com seus leitores através da internet. Acredita que a escrita é capaz de mudar pessoas e trabalha para que isso se torne realidade.



Sua série “Viajando com Rockstars” está fazendo muito sucesso, seus leitores amam essas histórias. Qual foi a sensação de ver seu livro estampado nas vitrines das livrarias no Brasil?

Obrigada! Ah, eu fico emocionada com o carinho dos leitores. E a sensação? Olha, foi espetacular. Chorei bastante. Desde criança tenho o hábito de ir na Saraiva, por exemplo. Ainda que não soubesse que queria ser escritora naquela época, sempre amei a literatura. Ver meus livros lá, enfim, foi um dos momentos mais emocionantes da minha vida.


O que te inspirou para fazer a série “Viajando com Rockstars”?

Fui desafiada pelas minhas leitoras a escrever um livro um pouco mais erótico do que usualmente escrevia. Na época, a música Love Me Like You Do estava em alta e eu escutava ela repetidamente. Me veio a ideia de escrever uma história que se passasse no verão, um amor passageiro, algo que durasse apenas alguns dias… mas meu coração é mole, sabia que não poderia criar um romance com data para o término do casal. De qualquer maneira, fiquei com aquilo na cabeça: uma história de amor que se passasse no verão.

A primeira coisa que pensei foi em criar uma espécie de enredo em que o casal fosse separadamente com amigos para um resort, em férias. No entanto, achei aquilo meio sem graça… acabei buscando em sites de turismo tipos de viagens e, assim que vi um cruzeiro, meu coração saltou e disse: É isso!

Como as leitoras queriam um romance hot, pensei do cruzeiro ser diferente… então, a ideia de um cruzeiro erótico. Automaticamente já idealizei que ele teria de ser frequentado por pessoas com alto poder aquisitivo, gente VIP, que pudesse ter a discrição de participar de algo assim, sem ser espalhado aos quatro cantos na mídia.
Carter, um Rockstar. Erin, uma modelo internacional.
Como Carter participa da banda The M’s, durante a escrita do romance 7 dias com você, senti que aquele livro não poderia ser único, que eu precisava contar a história dos outros integrantes. De um livro único, então... veio a série Viajando com Rockstars e, com o passar do tempo, todos os enredos vieram na minha cabeça, desde que coubessem na temática de viagem e que fossem com os meninos da The M’s.


A indústria do romance vem crescendo a cada ano que passa, principalmente aqui no País, como você começou sua carreira? Quais foram os obstáculos para você chegar onde está?

Comecei através das fanfics. Eu escrevia histórias de universo alternativo de Jogos Vorazes. Com o passar do tempo, as fanfics me fizeram sentir presa a um mesmo lugar, sabe? Eu queria os meus personagens, as minhas próprias histórias, então comecei a criar romances com meu enredo e meus personagens. Fui para o Wattpad e de lá para a Editora Charme.

Passei por muitos obstáculos, desde preconceito ao básico, divulgação. Todo escritor precisa conquistar um público e esse desafio é constante. Não importa se você já tem um pequeno público ou um grande público, você precisa manter histórias interessantes e enredos cativantes. Os desafios que enfrentei no começo, sinto que foram pequenos, perto dos desafios que enfrento hoje.


O que te motivou a entrar na carreira de escritora?

Meus leitores. Eles liam as fanfics e diziam que eu tinha potencial. Na época, estava enfrentando uma depressão profunda. Então, eu meio que não acreditava que o que eles diziam era verdade. Achava que elogiam apenas para me ver bem, sabe? Foi muito difícil pensar que eu poderia fazer disso uma profissão, sentir aquela confiança em mim mesma. Bem, foi graças ao apoio incondicional dos leitores que eu consegui dar o primeiro passo.


O que significa escrever para você?

É como respirar. Eu não consigo viver sem isso. Desde quando me sinto feliz, aos momentos mais profundos de tristeza, eu abro o Word e tudo fica bem. A escrita é meu refúgio, um dos pés de uma estrutura de apenas três partes. Se eu a perdesse, perderia a mim mesma. Então, eu escrevo. Para fugir da vida, para deixa-la mais interessante quando está boa, para os meus leitores poderem fugir para mundos que imagino, para as pessoas nunca perderem a fé no amor.


Para quem ainda não leu Zane, defina a personagem em uma frase.

Zane é o personagem de 11 Noites Com Você, o mais sem-vergonha da série Viajando com Rockstars. Se eu pudesse descrevê-lo em apenas uma palavra seria: Irresistível.


Quais são seus projetos para este ano? Conte um pouquinho para seus leitores e leitores do blog!

Bom, estou lançando agora Coração em Chamas, um spin-off da série Viajando com Rockstars que conta como o cruzeiro erótico do livro 7 Dias Com Você surgiu. Dentro desse enredo, narro o romance entre o capitão do navio e sua sócia, Courtney Hill. É uma história que amei escrever e lança muito em breve, no dia dos namorados.

Provavelmente esse ano ainda teremos novidades sobre mim. Escrevi um livro chamado Luz, Câmera e Amor que é um romance único (não pertence a série Viajando com Rockstars) entre atores de Hollywood que são escalados para interpretarem um par romântico de um longa-metragem. Esse filme em que serão um casal é uma adaptação de um best-seller fictício, mas se pudesse comparar isso a vida real... seria como dois atores interpretando um filme inspirado nos romances do Nicholas Sparks. O casal de atores começa a misturar a realidade com a ficção, mas há muito mais em jogo do que somente o sentimento deles.

Nesse momento, estou escrevendo o livro 2.5 do Zane e da Kizzie, que já tem título: Uma Noite Sem Você, ainda sem data de lançamento. Logo em seguida, começo a preparar a história de Yan e Lua. O romance deles se chamará Apenas Com Você e ainda não temos previsão também.


Para diversão, vamos fazer um jogo. Eu lhe dou algumas opções ou palavras e você responde com coisas que mais gosta!

Um filme: Encontro Marcado
Um seriado: Jane – The Virgin
Uma música: James Arthur – Can I Be Him
Cinema ou Netflix: Netflix
Um livro: Talvez Um Dia – Colleen Hoover
Um amor: Minha lhasa apso, Zelda.
Uma frase: Amor é mar. Por isso não me contento com quem só quer molhar os pés. – Zack Magiezi
Um ator: Josh Hutcherson
Uma atriz: Jennifer Lawrence












Paula M. C. Basílio
blogueira e autora

Conheça no:






Livro físico - comente abaixo



Comentários

Postagens mais vistas

Resenha: The Roman - Sylvain Reynard

LANÇAMENTO: 06/12/2016
TÍTULO: THE ROMAN
GÊNERO: FICÇÃO, THRILLER, ROMANCE
AUTOR: SYLVAIN REYNARD
NÚMERO DE PÁGINAS: 300
EDITORA: EVERAFTER ROMANCE
IDIOMA: INGLÊS



SINOPSE
Raven e sua irmã, Cara, estão à mercê de um pequeno destacamento de vampiros florentinos, que estão entregando-as como uma oferta de paz para a temida Curia em Roma. Embora não tenha certeza de que William sobreviveu ao golpe que derrubou seu principado, Raven está determinada a proteger sua irmã a qualquer custo, mesmo que isso signifique desafiar Borek, o comandante do destacamento. Em um esforço para impedir que Raven caia nas mãos de seus inimigos, William se põe à mercê do romano, o perigoso e misterioso rei vampiro da Itália. Mas o romano não é o que ele espera ... Alianças e inimizades mudarão e se fundirão quando William luta para salvar a mulher que ama e seu principado, sem mergulhar a população de vampiros numa guerra mundial. Esta conclusão impressionante para a série florentina terá leitores em toda a Itália e além …

Review: The Roman - Sylvain Reynard

RELEASE DATE: DECEMBER 6TH
TITLE: THE ROMAN
GENRE: FICTION, ROMANCE, THRILLER
AUTHOR: SYLVAIN REYNARD
PAPERBACK: 300 PAGES
PUBLISHER: EVERAFTER ROMANCE
LANGUAGE: ENGLISH




SYNOPSIS
Raven and her sister, Cara, are at the mercy of a small detachment of Florentine vampyres, who are delivering them as a peace offering to the feared Curia in Rome.
Though she’s unsure William survived the coup that toppled his principality, Raven is determined to protect her sister at all costs, even if it means challenging Borek, the commander of the detachment.
In an effort to keep Raven from falling into the hands of his enemies, William puts himself at the mercy of the Roman, the dangerous and mysterious vampyre king of Italy. But the Roman is not what he expects …
Alliances and enmities will shift and merge as William struggles to save the woman he loves and his principality, without plunging the vampyre population into a world war. This stunning conclusion to the Florentine series will take readers across Italy and…

Entrevista com o fenômeno literário, J. A. Redmerski

Hoje o blog recebe uma das autoras mais vendidas ao redor do mundo, ocupando o primeiro lugar na lista dos jornais The New York Times, USA Today e Wall Street Journal. Suas obras já foram traduzidas para mais 20 idiomas! Aqui ela bate um papo comigo sobre algumas novidades para os fãs, inspirações para a sua escrita e muito mais!



Seus trabalhos têm sido traduzido em mais de vinte idiomas. Wow, isso é definitivamente grande! Você já imaginou chegar onde está agora?
Eu sempre sonhei isso, mas eu realmente nunca imaginei o sucesso – é algo surpreendente e arrebatador!

Por que você começou a escrever? Você teve alguma inspiração por alguns autores e seus trabalhos?
Eu comecei a escrever aos 13 – romances, enfim; mas antes disso eu sempre estive escrevendo algo. Eu fui inspirada principalmente por autores como Anne Rice e Neil Gaiman, dois de meus autores preferidos.

Você tem planos para traduzir seus outros livros para o português aqui no Brasil?
Eu adoraria ter todos os meus livros traduzidos,…